Empréstimo

Empréstimo Pessoal: O Que é e Como Funciona?

O Empréstimo Pessoal proporciona um alívio financeiro para aqueles que precisam, pois oferece um acesso mais fácil do que outros produtos/serviços bancários, além de permitir negociações vantajosas com melhores condições de pagamento.

Algumas pessoas desejam melhorar sua situação financeira, a fim de se livrar de dívidas, retomar o controle do orçamento e, eventualmente, realizar seus sonhos, como comprar um bem de alto valor, viajar, estudar, entre outros interesses.

Se você está interessado em saber mais sobre empréstimos pessoais e quer esclarecer dúvidas sobre o assunto, este material irá lhe proporcionar uma compreensão completa sobre esse tipo de crédito, desde o conceito até seus benefícios e os passos para obtê-lo. Acompanhe!

O que é empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é um valor monetário concedido por uma instituição bancária ou financeira que oferece a vantagem da liberdade de uso, sem a necessidade de informar a finalidade, ao contrário dos financiamentos.

Em contrapartida, a instituição cobra juros mensais, que são acordados em contrato e variam de acordo com as políticas da empresa e as negociações realizadas. Outros fatores, como a avaliação de crédito do cliente e o valor emprestado, podem influenciar no cálculo dos juros. Esses detalhes podem resultar em uma alteração da taxa de juros para minimizar a possibilidade de inadimplência.

Como o empréstimo pessoal funciona?

No empréstimo pessoal, a instituição financeira empresta dinheiro para um indivíduo que possui documentos de identidade válidos no país. Como não é necessário informar a finalidade do dinheiro emprestado, basta negociar as cláusulas contratuais, como o número de parcelas e a taxa de juros.

Depois de receber a documentação necessária, a instituição realiza uma análise de crédito do solicitante para avaliar se ele tem capacidade de quitar a dívida. Nessa fase, são examinadas as dívidas, hábitos de consumo e outros registros públicos. Se tudo estiver correto, a aprovação é rápida, podendo o dinheiro ser disponibilizado no mesmo dia.

Por que pedir o crédito pessoal?

Existem diversas razões pelas quais você pode solicitar um empréstimo pessoal, como, por exemplo, para resolver uma emergência rapidamente. Confira!

Estudar

Se você está interessado em aprimorar seus conhecimentos para se destacar no mercado de trabalho e progredir profissionalmente, não espere mais e saia na frente de seus concorrentes! É possível solicitar um empréstimo para pagar por um curso de idiomas ou uma pós-graduação, por exemplo, e até mesmo obter crédito suficiente para fazer intercâmbios e impulsionar sua carreira.

O segredo para o sucesso é não perder a oportunidade de investir no futuro. Com certeza, você colherá bons frutos mais adiante.

Viajar

Embora existam muitas ofertas no mercado de viagens, um empréstimo pessoal para viajar pode sair mais em conta e ainda beneficiar o controle de suas finanças.

Da mesma forma que muitos produtos/serviços, um pacote de viagem com passagem e hospedagem pode ter o preço duplicado ao ser parcelado. Nesse sentido, você pode solicitar um crédito com veículo ou imóvel em garantia para economizar em momentos de lazer.

Festa de aniversário

Reunir familiares e amigos para celebrar é ótimo, mas uma festa de aniversário memorável para alguém especial não é barata.

Por isso, um empréstimo pode ser uma solução. Analise o quanto você precisa para realizar um evento completo:

  • aluguel do local;
  • buffet;
  • música (repertório e DJ);
  • decoração;
  • fotografia;
  • espaço recreativo para crianças (se necessário).
  • Realizar um casamento

É possível realizar um casamento simples e econômico, mas quando o casal não abre mão de uma boa festa, o céu é o limite. A organização deste momento tão especial inclui muitos detalhes. Duvida? Confira:

  • alimentação;
  • bebidas;
  • convites;
  • doces e salgados;
  • decoração;
  • cerimônias (civil e religiosa);
  • fotos e vídeos;
  • roupas dos noivos;
  • dia da noiva;
  • lua de mel.

Acima, foram mencionados apenas os principais itens, mas a lista pode ser ainda mais extensa, adicionando estacionamento, segurança, lembrancinhas, acessórios para a pista de dança, presentes para padrinhos e pais, entre outros.

A grande vantagem de obter um empréstimo pessoal para casamento é que você terá a quantia necessária em mãos. Não será necessário parcelar nada, o que pode resultar em descontos tentadores. Ou seja, você evita uma dívida cara e obtém crédito mais conveniente.

Redecorar o imóvel

Se você deseja dar uma nova cara ao ambiente da sua casa, isso exigirá dedicação e investimentos. Será necessário uma quantia significativa para adquirir novos móveis e objetos decorativos. Nesse caso, é recomendável contratar um profissional especializado. Com um empréstimo pessoal, seu sonho pode se tornar realidade. Seu conforto e bem-estar merecem esse investimento.

Aumentar sua renda

Os empréstimos pessoais geralmente são vistos como um desperdício de dinheiro, mas essa perspectiva é injusta e pessimista.

Por exemplo, imagine a situação de um microempresário. Mesmo que ele ofereça bons produtos/serviços, tenha uma boa estratégia de marketing e consiga boas vendas, ele não pode expandir seus negócios sem ter dinheiro suficiente para investir a longo prazo. Com um empréstimo, ele pode adquirir equipamentos adequados para aumentar sua produção e gerar mais empregos.

Realizar uma reforma emergencial em casa

Seu imóvel precisa de uma reforma urgente, mas você não tem dinheiro suficiente para realizá-la? Calcule o valor necessário e pesquise a mão de obra e os materiais necessários em várias lojas. Com o dinheiro em mãos, negocie um desconto à vista e escolha a loja que oferecer a melhor opção.

Custear tratamento médico

Se você ou alguém próximo precisa de um tratamento médico urgente e não tem como pagar, um empréstimo pode evitar a interrupção do tratamento. Dessa forma, você pode pagar pela emergência à vista e parcelar as mensalidades para quitar o serviço prestado.

Pagar academia

Parcelar a mensalidade da academia no cartão de crédito pode não ser a melhor opção, pois compromete seu limite. Ao contratar um plano semestral ou anual, você se compromete a frequentar a academia e pode conseguir descontos especiais.

Limpar o nome no mercado

A acumulação de dívidas não pagas pode levar à negativação do CPF, causando transtornos e limitando oportunidades como financiamentos de carros ou imóveis. Com um empréstimo concedido por uma instituição financeira, é possível quitar as dívidas e sair dessa situação de inadimplência.

Como posso usar o dinheiro do empréstimo pessoal?

A razão mais frequente pela qual as pessoas procuram um empréstimo pessoal é para pagar uma ou mais dívidas com juros elevados, como as do cartão de crédito e do cheque especial.

No entanto, há aqueles que recorrem a esse tipo de crédito para outros fins, que vão desde reformas em casa até investimentos em negócios e emergências.

Ao contrário de outras modalidades de empréstimo, ao fazer um empréstimo pessoal você não precisa justificar o motivo, o que oferece mais liberdade na utilização do dinheiro.

Qual valor posso solicitar?

Se você já é cliente de um banco, provavelmente já tem um limite pré-aprovado. No entanto, antes de solicitar um empréstimo, é importante avaliar quanto você pode pagar. Pedir um valor muito alto pode levar a uma nova dívida e diminuir as chances de aprovação.

Ao simular um empréstimo, a instituição financeira analisará seus dados e renda, e o valor concedido dependerá dessas informações. É fundamental manter seus dados cadastrais atualizados para obter um empréstimo personalizado e com taxas justas.

É possível conseguir um empréstimo pessoal com o “nome sujo”?

Mesmo que o seu CPF esteja negativado, ainda é possível obter um empréstimo, uma vez que este não é o único fator considerado pelas instituições financeiras. Elas também analisam o seu comportamento como consumidor, a sua pontuação nas agências de crédito e o seu histórico de pagamentos. Quanto mais em dia você estiver com as suas contas, maiores serão as suas chances de aprovação.

Quais são os tipos de empréstimo pessoal existentes?

Há várias maneiras de solicitar um empréstimo pessoal. Aqui estão as principais:

Empréstimo consignado

O empréstimo consignado tem uma característica interessante, pois geralmente tem juros mais baixos em comparação com outras modalidades de crédito. Isso ocorre porque as parcelas são deduzidas diretamente do pagamento do solicitante.

Devido às suas condições, o empréstimo consignado é uma das melhores alternativas para quem precisa de dinheiro para comprar algo de alto valor ou cobrir uma emergência.

Esta modalidade é indicada para quatro grupos de pessoas:

  • Aposentados e pensionistas do INSS;
  • Funcionários públicos;
  • Empregados com saldo na conta do FGTS;
  • Empregados de empresas privadas com contrato firmado com instituições financeiras.

Por isso, é importante se encaixar em pelo menos uma dessas categorias para ter direito ao empréstimo consignado.

Penhora de bens

A penhora de bens é uma forma de concessão de crédito baseada em garantia, em que objetos como carros, imóveis e joias podem ser oferecidos. Esses pertences serão avaliados pela instituição financeira com o auxílio de uma pessoa qualificada, e seus valores serão definidos para liberar o empréstimo com penhor.

É importante mencionar que essa modalidade pode levar ao confisco do bem pelo solicitante do crédito em caso de inadimplência. Além disso, a avaliação do bem pode dar um valor abaixo do que ele realmente vale.

No caso de empréstimos feitos com penhor de joias, o crédito pode ser liberado mesmo com negativação nos órgãos de proteção ao crédito. Quanto aos carros e imóveis, uma pesquisa de restrições será necessária.

Apesar da garantia do bem, ainda é preciso comprovar renda para ter condições de arcar com os custos mensais. É preciso ter um bom planejamento financeiro antes de solicitar esse tipo de empréstimo para não correr riscos.

Cartão de crédito rotativo

Quem tem cartão de crédito tem duas opções quando chega a fatura mensal: pagar o “mínimo” estabelecido ou o total. Quando você opta pela primeira opção, ocorre um empréstimo automático, ou seja, você pega o valor restante da fatura com a sua operadora.

Por exemplo, se a sua fatura for de R$1.200,00 e o pagamento mínimo (15%) for de R$180,00, você pegaria emprestado R$1.080,00, que seriam cobrados na fatura do próximo mês com os juros definidos pelo mercado.

Essa forma de concessão de crédito não é vantajosa, pois as taxas cobradas são altíssimas e podem fazer você perder o controle do seu orçamento. Faça um esforço para sempre pagar o total gasto com o cartão.

Cheque especial

Este é um recurso bastante semelhante ao empréstimo pessoal convencional em termos de vantagens e desvantagens. No entanto, a maior diferença é que o cheque especial não requer contratação.

Geralmente, as instituições bancárias já disponibilizam aos seus clientes um limite de crédito embutido, que pode ser usado conforme a vontade do cliente. No entanto, é importante estar atento às taxas de juros cobradas, que costumam ser bastante elevadas.

Crédito pessoal online

Este é um tipo de empréstimo relativamente novo. Ele é semelhante ao empréstimo pessoal tradicional, mas é oferecido por empresas que atuam exclusivamente na internet. Todo o processo é feito online, sem a necessidade de se deslocar fisicamente a uma agência.

Quanto às taxas de juros, elas costumam ser bastante acessíveis em algumas empresas. Isso ocorre porque a operação é feita exclusivamente na internet, o que significa que essas empresas não têm custos relacionados à manutenção e aluguel de agências físicas.

No entanto, há uma desvantagem: essas empresas são mais rigorosas em relação à análise de crédito antes de conceder um empréstimo pessoal.

Diferenças entre os tipos de empréstimo?

Agora que já sabemos os principais tipos de crédito disponíveis no mercado, vamos conhecer as principais diferenças entre cada um:

Taxa de juros

A taxa de juros é o maior diferencial entre os empréstimos, pois ela influencia diretamente no quanto será pago por esse crédito. Confira a comparação aproximada de juros entre algumas modalidades, com base nos dados do Banco Central do Brasil:

  • Empréstimo consignado: 2,02% a.m.
  • Empréstimo pessoal: 3,69% a.m.
  • Cartão de crédito rotativo: 14,35% a.m.
  • Cheque especial: 12,18% a.m.
  • Empréstimo com garantia de bens: 1,50% a.m.
  • Financiamento: 3,95% a.m.

Prazo de pagamento

Essa informação também é importante, pois ajuda a se organizar para arcar com as parcelas sem problemas. Confira a comparação aproximada do tempo:

  • Empréstimo consignado: 10 anos
  • Empréstimo pessoal: 5 anos
  • Cartão de crédito rotativo: 1 mês
  • Cheque especial: 180 dias
  • Empréstimo com garantia de imóvel: 15 anos
  • Empréstimo com garantia de veículo: 48 meses
  • Financiamento: 20 anos

Antes de fechar o negócio e assinar o contrato de empréstimo, é importante calcular todas as despesas para ter certeza de que a relação custo-benefício (juros X prazo de pagamento) é vantajosa para você. Tente equilibrar esses dois fatores para não ter problemas.

Valor máximo que pode ser emprestado

O limite máximo de um empréstimo pessoal também é importante na hora de tomar a sua decisão. Isso porque existe a possibilidade de o dinheiro que você precisa não estar disponível em uma modalidade, fazendo você optar por outra. Confira:

  • Empréstimo consignado: parcelas de 35% do benefício INSS;
  • Empréstimo pessoal: 20% da renda bruta confirmada;
  • Cartão de crédito rotativo: 85% da sua fatura de cartão;
  • Cheque especial: negociado entre o cliente e o banco;
  • Empréstimo com garantia de imóvel: até 60% do valor da casa;
  • Empréstimo com garantia de veículo: até 80% do valor do carro.

Como fazer um empréstimo pessoal?

Algumas empresas costumam solicitar o CPF no momento do pedido, mas também é comum que aceitem o número do RG ou CNH. Em alguns casos, podem ser solicitados outros registros oficiais com foto, como carteira de trabalho, carteiras de órgãos nacionais ou regionais, comprovante de residência ou passaporte (para estrangeiros).

Com os documentos em mãos, a instituição financeira realizará a análise de crédito do solicitante, avaliando os dados e documentos para decidir se a oferta de crédito será concedida, como o valor que a pessoa pode pagar e a taxa de juros mais adequada para o caso de aprovação. Cada empresa possui seus próprios métodos para definir esses critérios.

Para solicitar um empréstimo pessoal, basta ter 18 anos completos e a posse de todos os documentos necessários. Além disso, qualquer profissional pode solicitar um empréstimo pessoal, independentemente de ser funcionário público ou privado ou trabalhador autônomo.

Como saber qual a melhor instituição financeira para contratar o crédito pessoal?

Ao tomar uma decisão sobre empréstimos, é importante realizar pesquisas em diversas instituições financeiras, incluindo bancos e empresas menores. Não é recomendado fechar contratos apenas com bancos maiores com os quais você já possui conta, pois isso pode impedir que você negocie taxas menores e economize dinheiro no total pago.

No entanto, é importante ser cauteloso ao buscar empréstimos na internet, pois há muitos anúncios enganosos de empresas que oferecem empréstimos sem comprovação de renda ou garantias. É essencial considerar a reputação da empresa e seu tempo de atuação para evitar cair em golpes.

Veja abaixo alguns fatores que são importantes para escolher a melhor instituição financeira para contratar um empréstimo pessoal:

Taxa de juros

A taxa de juros é a quantia que a instituição financeira cobra pelo empréstimo do dinheiro ao cliente. Existem diversas opções no mercado, e as taxas variam de 1% a 25% ou mais por mês. Por isso, é importante encontrar uma instituição que ofereça condições acessíveis.

A taxa de juros está diretamente relacionada ao Custo Efetivo Total (CET), que é o valor final que você terá que pagar para quitar a dívida com a instituição.

Reputação da empresa

Embora a liberação do crédito seja rápida, é importante não firmar acordo com qualquer empresa. Assim como em qualquer outro serviço, é fundamental que a instituição tenha experiência e ofereça boas vantagens aos clientes, como é o caso do BV.

Ao buscar opções de empréstimo na internet, é importante ter cuidado com as taxas muito abaixo das praticadas pelo mercado. Além do risco de golpes, algumas empresas podem dificultar o pagamento do crédito, por exemplo, impedindo a quitação da dívida para reduzir os juros.

Esperamos que este guia sobre empréstimo pessoal tenha ajudado você a compreender um pouco mais sobre como funciona esse recurso. O importante é ter consciência do quanto será gasto para realizar seus objetivos ou resolver emergências. Planeje-se e tudo dará certo.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *