FinançasFinanciamento

Financiamento de Veículos (Carro): Como Funciona e o Que é?

Os financiamentos de veículos possuem taxas de juros diferenciadas e condições de pagamento específicas, sendo que os bancos estão sempre buscando clientes interessados nos financiamentos.

Se você está planejando comprar um carro, não está sozinho. A pandemia impulsionou a busca por automóveis como meio de transporte entre os brasileiros, conforme evidenciado pela pesquisa da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O estudo aponta que 75% dos entrevistados gostariam de comprar ou trocar de carro em 2021. No entanto, se você não possui o valor total do veículo, o financiamento pode ser uma alternativa viável.

Mas quais documentos são necessários para financiar um carro? Como aumentar as chances de obter a aprovação de um financiamento junto a um banco ou instituição financeira? Todas as informações estão listadas abaixo.

O que é um financiamento de carro?

O financiamento de um carro funciona de maneira semelhante a um empréstimo. Ele é concedido a uma pessoa ou empresa que deseja adquirir um veículo novo, seminovo ou usado, mas não possui dinheiro suficiente para pagar à vista ou dar uma entrada significativa.

Esse crédito é fornecido por instituições financeiras, tanto públicas quanto privadas. É importante ressaltar que, como em todo empréstimo, são aplicados juros. A principal diferença entre o financiamento e um empréstimo comum é que as parcelas costumam ser menores e o devedor tem mais tempo para quitá-las.

Como funciona o financiamento de veículos?

O processo de financiamento de carros é semelhante a um empréstimo, onde o cliente solicita a um banco ou instituição financeira o valor necessário para comprar o carro, informando detalhes como modelo, ano e valor do veículo. É realizada uma análise de crédito do cliente, para verificar se ele tem condições de arcar com o financiamento.

Não se surpreenda se a instituição financeira solicitar informações sobre sua renda mensal ou bens, pois é necessário garantir que você terá capacidade de pagar pelo financiamento.

Se aprovado, o banco realiza o pagamento ao vendedor e o comprador deve pagar as parcelas do financiamento de acordo com o prazo definido em contrato. O cliente também tem a opção de economizar antecipando as parcelas ou quitando o financiamento antes do prazo, o que reduz a incidência de juros.

Quais são os requisitos para financiar um carro?

Antes de optar pelo financiamento de um carro, é importante considerar alguns pontos fundamentais. Confira abaixo:

Nome sem restrição

Para financiar um veículo, o primeiro passo é certificar-se de que seu nome não está negativado. Ter o nome nas listas de órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SPC, pode dificultar a aprovação do financiamento, já que indica que a pessoa tem histórico de má pagadora.

Idade mínima e máxima

O processo de avaliação de risco no financiamento leva em conta a idade do cliente. A idade mínima é de 20 anos, pois antes disso, é difícil ter um histórico de crédito confiável. Já a idade máxima é de 70 anos, pois um financiamento de longo prazo pode representar um risco para uma pessoa com uma expectativa de vida inferior a esse prazo.

Renda comprovada

A renda do cliente é um elemento importante na avaliação de sua capacidade de pagamento do empréstimo. A parcela do financiamento ou qualquer outro tipo de empréstimo só pode comprometer até 30% da renda mensal do cliente.

Score

Um bom score é fundamental para a aprovação de um financiamento de carro. O score é uma pontuação de 0 a 1000 que indica a probabilidade de alguém atrasar ou não o pagamento de uma conta.

Bancos e empresas consultam essa pontuação antes de conceder crédito, seja por meio de um cartão, empréstimo ou financiamento. Quanto mais alta a pontuação, maior a probabilidade de aprovação do crédito. Por outro lado, uma pontuação baixa pode indicar um risco maior de inadimplência e resultar na negação do crédito.

Quais documentos são necessários para financiar um carro?

Ao solicitar um financiamento de carro, é importante ter em mãos os documentos originais e cópias listados abaixo:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de renda (holerite ou extratos bancários).

Tipos de financiamento

Existem três formas de financiamento de carros novos ou usados: CDC (Crédito Direto ao Consumidor), leasing e consórcio. A seguir, veja mais detalhes sobre cada uma delas.

CDC (Crédito Direto ao Consumidor)

Por meio do CDC, o consumidor realiza um empréstimo em um banco ou instituição financeira para adquirir o veículo. No entanto, a instituição financeira é a proprietária do carro até que a dívida seja totalmente quitada.

O comprador tem o direito de posse e pode utilizar o carro, mas apenas será considerado o proprietário quando todas as prestações forem pagas. Esse processo é conhecido como alienação fiduciária.

Leasing

No leasing, a empresa de leasing (um banco que oferece esse serviço) é quem compra o veículo e “aluga” para o consumidor. Assim, o cliente paga pelo aluguel do carro, que fica no nome da empresa de leasing até o final do pagamento das parcelas.

Quando todas as parcelas forem pagas, o comprador passa a ser o proprietário do veículo. As taxas de juros são definidas no início do contrato e não sofrem alterações ao longo do período de pagamento.

Consórcio

No consórcio, pessoas físicas ou jurídicas se unem em um grupo para adquirir um bem ou serviço (neste caso, um carro). A empresa administradora de consórcios autorizada pelo Banco Central (Bacen) é responsável por formar e gerir o grupo.

Veja como funciona o consórcio:

  • A empresa administradora forma um grupo de pessoas interessadas em adquirir um bem ou serviço;
  • É definido um prazo e o valor total do bem é dividido em parcelas;
  • A soma das parcelas pagas mensalmente deve ser suficiente para permitir a compra do bem pelo menos de um participante;
  • Mensalmente, um ou mais consorciados são sorteados para receber a carta de crédito que permite a compra do bem;
  • O processo se repete até que todos os participantes sejam contemplados.

O sorteio não é a única forma de obter a carta de crédito em um plano de consórcio. Na maioria das vezes, os participantes podem oferecer lances antecipados, funcionando como um leilão em que o maior lance recebe a carta de crédito.

Diferente do CDC e do leasing, as parcelas do consórcio sofrem alterações durante o pagamento de acordo com as variações no preço do bem. Se o preço aumentar, a parcela aumenta e, se o preço diminuir, a parcela também diminui. Os contratos de consórcio podem ter uma duração de até 84 meses.

A empresa cobra uma taxa de administração pelos serviços prestados, que é cobrada mensalmente e varia de acordo com a administradora.

Quais taxas e impostos são cobrados para financiar um carro?

As taxas de juros anuais variam significativamente de banco para banco, começando em cerca de 10% ao ano e podendo chegar a mais de 57% ao ano. Por isso, é importante pesquisar bastante antes de assinar o contrato.

Há outras taxas e impostos que podem ser cobrados no financiamento de um carro, incluindo:

  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras): uma taxa inicial de 0,38% do valor total financiado, cobrada uma única vez. Também há uma segunda taxa, de 0,0082% ao dia, que é repassada ao Governo Federal.
  • SPF (Seguro Proteção Financeira): é um seguro opcional que garante que o comprador não terá o veículo apreendido caso não consiga pagar as parcelas. Embora não seja obrigatório, algumas financeiras só liberam o financiamento caso o cliente contrate o SPF.

A TAC (Taxa de Abertura de Crédito ou Taxa de Cadastro) era uma taxa cobrada pelas financeiras para verificar se o cliente possuía alguma pendência. A cobrança era comum em financiamentos de imóveis e automóveis, mas é considerada abusiva desde 2008 pelo Procon.

Ademais, é comum que bancos, instituições financeiras ou concessionárias exijam uma entrada na hora de comprar um carro. O valor desse pagamento inicial é abatido do total pago pelo carro, e assim o consumidor pode economizar com juros.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *