Empréstimo

Empréstimo com agiota: Como funciona e vale a pena?

Algumas pessoas que necessitam de dinheiro com urgência podem acabar optando por recorrer a um empréstimo com agiota. Entretanto, essa não é uma alternativa fácil, ainda que seja possível encontrar agiotas online, mas que não são seguros.

Isso ocorre porque os agiotas não seguem as leis e estabelecem suas próprias regras, o que pode tornar a transação não só ilegal, mas também extremamente perigosa. Se você precisa de dinheiro urgentemente, mas não sabe onde conseguir um empréstimo confiável, é importante que conheça as opções que selecionamos para você.

O que é agiota?

Os agiotas são indivíduos que oferecem empréstimos fora do âmbito regulamentado pelo mercado financeiro, dispensando a exigência de comprovação de renda e aplicando taxas de juros exorbitantes sobre o valor emprestado.

Ademais, o maior perigo de buscar um empréstimo dessa natureza é que a comodidade pode sair caro, uma vez que, caso você não consiga quitar a dívida, sua integridade física e financeira, bem como a de pessoas próximas a você, podem ser ameaçadas.

O que é empréstimo com agiota?

O empréstimo com agiota é uma prática realizada por pessoas físicas e jurídicas que atuam de forma externa do mercado regulamentado, sem autorização do Banco Central. Assim, o agiota oferece empréstimos com taxas e prazos diferentes daqueles que as instituições financeiras oferecem.

Geralmente, os agiotas não solicitam documentos, mas sim referências de pessoas próximas ao interessado. Como resultado, o processo para obter o dinheiro pode ser mais rápido do que o dos bancos, já que não envolve nenhuma burocracia.

Contudo, é importante lembrar que a agiotagem é considerada um crime, e solicitar empréstimos dessa forma pode colocar em risco não só a sua segurança financeira, mas também a sua vida. Por essa razão, é essencial que você conheça alternativas seguras e confiáveis, as quais apresentamos acima.

Pegar dinheiro emprestado com agiota é crime?

Apesar de não ser considerado crime no Brasil pegar dinheiro emprestado com agiotas pela internet ou de qualquer outro jeito, a prática de agiotagem é ilegal. Sendo assim, se você decidir obter dinheiro com um agiota, estará atuando dentro da margem da lei.

Leis que se configura crime sobre agiotagem:

  • Crime contra a economia popular (Art. 4º da Lei 1521/1051): A prática de cobrar juros, comissões ou descontos com taxas superiores às permitidas pelo mercado é considerada um crime por violar as normas da economia popular.
  • Contra o Sistema Financeiro Nacional (Art. 7º da Lei 7.492/86): Conforme disposto nesse artigo, emprestar dinheiro sem a devida autorização do Banco Central Nacional constitui uma infração que pode acarretar em uma pena de 2 a 8 anos de prisão e uma multa.

Contudo, uma vez que essa transação não é monitorada pelo Banco Central, não há meios de rastrear a origem do dinheiro ou verificar se ele foi obtido de forma ilícita.

Empréstimo com agiotas saiba os riscos

Recorrer a empréstimos com agiotas não só é ilegal, mas também pode acarretar em riscos para quem se envolve nesse tipo de transação. Confira alguns desses riscos:

Taxa de juros

Em primeiro lugar, a taxa de juros pode ser exorbitante. Como esse tipo de empréstimo é feito fora do mercado regulamentado, o agiota pode estipular o valor que quiser, sem seguir as regras estabelecidas pelo Banco Central. Dessa forma, a taxa de juros pode chegar a valores muito mais altos do que os praticados pelos bancos.

Cobranças abusivas

Por fim, o método de cobrança também é um risco. Enquanto os bancos cobram juros por atraso de pagamento, os agiotas podem recorrer a métodos violentos, colocando a integridade física e financeira da pessoa em risco.

Garantias

Como não há análise de crédito, muitos agiotas pedem bens como garantia. No entanto, como as taxas são abusivas, as prestações podem se tornar insustentáveis, o que pode levar à perda do bem dado como garantia.

Como fazer um empréstimo realmente seguro

Mesmo em situações de emergência financeira, é importante tomar alguns cuidados para garantir a segurança na contratação de um empréstimo. A seguir, veja alguns passos que podem ajudar nesse sentido:

Analise a empresa

Independentemente do tipo de empréstimo que você está considerando, é fundamental pesquisar a empresa antes de fechar negócio. Existem sites especializados, como o Reclame Aqui, que podem fornecer informações importantes sobre a reputação da empresa.

Atenção ao contrato

Não ler o contrato antes de assiná-lo pode gerar problemas e deixá-lo vulnerável a cláusulas abusivas. É importante ter certeza de que entendeu todos os termos estabelecidos e esclarecer todas as suas dúvidas antes de assinar.

Parcelas compatíveis com o orçamento

Um ponto importante a considerar é que as parcelas do empréstimo devem caber no seu orçamento. O valor da parcela não deve ultrapassar 15% do seu orçamento para evitar dificuldades financeiras futuras.

Atenção a pedidos de pagamento antecipado

Empresas idôneas e responsáveis não pedem depósitos antecipados ou senhas de cartão ou internet banking como garantia de empréstimo. Caso receba uma solicitação desse tipo, desconfie e certifique-se da veracidade da empresa antes de passar qualquer informação ou realizar o pagamento.

O que fazer quando preciso fazer empréstimo com agiota urgente?

Compreendemos que em situações financeiras desesperadoras, quando as alternativas parecem limitadas, é difícil considerar possibilidades para resolver o problema. No entanto, mesmo que essa seja sua situação, recorrer a empréstimos com agiotas não é a melhor opção e não deve ser considerado.

Felizmente, existem diversas opções no mercado que podem ajudar a sair dessa situação difícil sem colocar sua segurança em risco ou enfrentar violência física e psicológica. Essas opções incluem juros mais baixos e condições especiais de pagamento. Confira algumas delas:

Renegociação de dívidas

Caso você tenha se endividado e não consiga honrar com seus compromissos financeiros, é importante que tome medidas para evitar que os juros se acumulem. Uma boa estratégia é entrar em contato com a empresa responsável pela sua dívida e tentar renegociar o saldo devedor.

Em muitos casos, a empresa pode oferecer propostas vantajosas que incluem descontos na dívida ou parcelamento em condições mais favoráveis. Dessa forma, você pode ter mais chances de reorganizar sua vida financeira e evitar o agravamento da situação.

Faça um empréstimo consignado

Se você se encaixa em categorias específicas, como aposentado, pensionista, servidor público ou privado, pode ter mais facilidade para obter dinheiro rapidamente. Isso ocorre porque, com a comprovação de uma renda mensal e o desconto direto em sua folha de pagamento, bancos e instituições financeiras podem oferecer empréstimos consignados com taxas de juros mais baixas.

Essa prática é regulamentada pelo Banco Central e pode ajudá-lo a quitar dívidas maiores, sem precisar recorrer a agiotas ou a empréstimos pessoais que geralmente têm juros mais elevados.

Saque o FGTS

Se você é um trabalhador com carteira assinada, é bem possível que possua saldo em contas ativas do FGTS. Porém, mesmo que esteja desempregado ou tenha restrições de crédito, ainda é possível que tenha valores depositados em contas inativas.

Vale lembrar que é possível realizar o saque de parte desse dinheiro uma vez por ano, mesmo não tendo sido demitido. Essa modalidade é conhecida como “Saque-aniversário” e permite que você receba o valor no mês de seu aniversário. Para conferir mais informações sobre essa possibilidade, basta baixar o aplicativo “Meu FGTS”, disponível para Android e iOS, e verificar quando poderá sacar o seu saldo.

Empréstimo pela internet

Há ainda alternativas de empréstimo online que também são regulamentadas pelo Banco Central e oferecem opções menos burocráticas. Dependendo do caso, após o envio da documentação e informações solicitadas, o valor pode ser disponibilizado na conta em até 24 horas.

Antes de escolher a melhor opção, o sistema irá apresentar propostas adequadas ao seu perfil. Dessa maneira, é possível escolher uma alternativa que caiba no orçamento e permita resolver a situação sem criar outro problema financeiro.

Conclusão: vale a pena fazer empréstimo com agiota?

Concluindo, podemos dizer que recorrer a empréstimos com agiotas não vale a pena. Embora pareça ser uma solução rápida e fácil, os juros exorbitantes, a falta de regras e garantias, além do risco de violência e intimidação, tornam esse tipo de empréstimo extremamente perigoso e prejudicial.

É sempre importante pesquisar e escolher empresas sérias e confiáveis para a contratação de empréstimos, evitando assim problemas futuros e garantindo segurança financeira.

Além disso, é essencial ter cautela e consciência ao fazer qualquer tipo de operação financeira, buscando sempre parcelas que caibam no orçamento e lendo atentamente os contratos antes de assinar. O cuidado e a responsabilidade são fundamentais para uma vida financeira saudável e equilibrada.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *