Consórcio

Carta de crédito Santander: o que é e como funciona?

Saber como a carta de crédito Santander funciona é fundamental para quem decide participar do consórcio oferecido pelo banco.

Se você está pensando em adquirir seu primeiro bem, seja um carro ou uma casa, o consórcio do Santander é uma escolha bastante vantajosa.

Portanto, a seguir, apresentamos uma explicação sobre o funcionamento desse documento e a sua relevância no momento de contratar esse serviço.

O que é e como funciona a carta de crédito Santander?

Quando um consorciado é contemplado no Santander, ele recebe a carta de crédito, seja por sorteio ou lance.

Mas qual é a utilidade dela? Simplesmente, é o documento que confirma que você tem o dinheiro necessário para comprar o bem desejado.

Dessa forma, a carta de crédito contemplada é o que possibilita a aquisição do bem acordado quando o grupo de consórcio foi criado.

É importante destacar que a maneira de usar a carta de crédito pode variar entre os bancos. No Santander, por exemplo, se você for contemplado por lance, o início do processo é um pouco diferente. Quer entender melhor? Então confira a seguir!

O que é o consórcio do Santander?

O Santander é uma das instituições financeiras que oferece a opção de consórcio aos seus clientes.

O consórcio é uma associação de pessoas físicas e/ou jurídicas que compartilham um mesmo objetivo.

Mas afinal, qual é esse objetivo em comum? A aquisição de um bem, podendo ser um imóvel, um veículo ou até mesmo um serviço.

Por outro lado, é importante destacar que a administradora, neste caso o Santander, deve ter a autorização do Banco Central (BC) para disponibilizar esse tipo de serviço.

Como utilizar a carta de crédito do Santander?

Ao utilizar a carta de crédito do Santander após a contemplação por meio de lance, é crucial compreender as opções disponíveis, que variam conforme o tipo de lance realizado.

Lance embutido

No caso do lance embutido, é necessário entrar em contato com a central e informar a porcentagem do lance que será embutido, sendo que esse valor não pode ultrapassar 30% do crédito total acrescido das taxas.

Posteriormente, será gerado um novo boleto contendo a diferença a ser paga com recursos próprios, caso exista.

Recursos próprios

Para lances realizados unicamente com recursos próprios, o boleto referente ao pagamento integral estará disponível no internet banking ou no portal do consorciado, acessível pela opção Consórcio > 2ª via de boleto, após a assembleia.

Sendo assim, vale ressaltar que o prazo para quitar o lance é de 8 dias corridos a partir da data da assembleia, sendo crucial evitar a descontemplação.

Portanto, essa é uma etapa fundamental no processo de utilização da carta de crédito, garantindo uma transição suave e eficiente.

Depois dessa fase inicial, você deve seguir alguns passos significativos.

Análise de crédito

Agora, você será submetido a uma análise de crédito que ocorre automaticamente logo após a assembleia.

Por isso, é fundamental ficar de olho na sua caixa de e-mail, pois você receberá uma notificação de aprovação em até 48 horas após a contemplação.

Fora isso, talvez seja necessário apresentar um Avalista ou Devedor Solidário, mas o banco entrará em contato para informar sobre isso. Contudo, também é importante garantir que seus dados cadastrais estejam atualizados.

Escolha o bem

Após a análise, chegamos à fase de escolher e avaliar o bem desejado. Você pode adquirir o item que esteja de acordo com as condições estabelecidas no contrato que foi assinado.

Pagamentos

Nesse momento, será necessário efetuar o pagamento das taxas de alienação e vistoria. Porém, como proceder com isso?

Entre no portal do consorciado ou no internet banking e siga os passos a seguir: vá até Consórcio > 2ª via de boleto e realize o pagamento das taxas de gravame e vistoria.

Finalização

Por último, é necessário encaminhar os documentos para o e-mail consorciodocumentos@santander.com.br. Contudo, certifique-se de que todos os arquivos estejam em formato PDF.

Além disso, inclua no campo de assunto as informações do grupo e da cota, seguidas por “Pagamento de veículo”. Se estiver lidando com veículos usados, a documentação deve ser enviada apenas após a aprovação da vistoria.

A carta de crédito Santander vale a pena?

A avaliação sobre se a carta de crédito do Santander vale a pena depende das necessidades individuais de cada pessoa.

Aspectos como taxas, condições contratuais, e a adequação do consórcio às metas financeiras pessoais são fatores a serem considerados.

Recomenda-se uma análise cuidadosa das condições oferecidas pelo Santander, comparando com outras opções disponíveis, para tomar uma decisão informada sobre a viabilidade e conveniência desse instrumento financeiro.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *