Investimento

Poupança Santander: Como funciona e vale a pena?

Avaliar a viabilidade da Poupança Santander como um investimento atualmente é fundamental para encontrar a opção mais adequada às nossas necessidades financeiras.

Neste texto, exploraremos os atributos da Poupança Santander, seu funcionamento e se realmente é uma escolha vantajosa. Prontos para embarcar nessa análise?

O que é Poupança Santander?

A Poupança Santander é uma alternativa de investimento oferecida pelo banco, destinada a clientes que priorizam segurança e liquidez em suas aplicações financeiras.

Similar à tradicional Caderneta de Poupança, os fundos investidos nessa modalidade podem ser resgatados a qualquer momento, proporcionando flexibilidade ao investidor.

Um ponto adicional a se destacar dela é que está acessível a todos os correntistas do banco, sendo facilmente disponibilizada através do aplicativo do Santander.

Como funciona a Poupança Santander?

A Poupança Santander funciona de acordo com as diretrizes da renda fixa, sendo um produto padronizado entre todos os bancos. Isso significa que seu rendimento, liquidez e taxas são iguais em todas as instituições financeiras.

No caso específico dessa poupança, seu rendimento é determinado da seguinte forma:

  • Quando a taxa Selic está acima de 8,5% ao ano, a Poupança rende 0,5% ao mês, acrescido da Taxa Referencial.
  • Quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano, a Poupança rende 70% da Selic, também acrescido da Taxa Referencial.

É importante ressaltar que a poupança desse banco não sofre incidência de imposto de renda e permite resgates a qualquer momento.

Entretanto, é válido destacar que o rendimento da aplicação ocorre apenas no aniversário do investimento, ou seja, no mesmo dia do mês em que o dinheiro foi aplicado.

Em relação ao risco, esse tipo de investimento apresenta um baixo nível de exposição, pois está atrelado à possibilidade de o próprio Santander enfrentar dificuldades financeiras.

No entanto, é importante salientar que mesmo em caso de quebra do banco, os recursos investidos são assegurados pelo Fundo Garantidor de Crédito, com uma proteção de até R$ 250.000,00.

É seguro investir na poupança do banco?

Investir na poupança do Santander é uma opção segura para quem busca proteção para o seu capital. Isso se deve ao fato de que os usuários da poupança contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que tem como finalidade salvaguardar os detentores de crédito contra possíveis riscos decorrentes de operações realizadas em instituições financeiras, incluindo o Santander.

O FGC desempenha um papel fundamental ao oferecer tranquilidade aos investidores, uma vez que, em caso de eventual dificuldade enfrentada pela instituição financeira, o fundo garante a devolução do valor investido, até o limite estabelecido pelo órgão, proporcionando segurança aos titulares de crédito.

Portanto, ao investir na poupança do Santander, você pode contar com a proteção proporcionada pelo Fundo Garantidor de Créditos, assegurando a preservação do seu patrimônio.

Como fazer investimento nessa Poupança?

Investir na Poupança Santander é um processo simples e conveniente. Para iniciar, basta seguir algumas etapas:

  1. Abra o aplicativo Santander em seu dispositivo móvel.
  2. Role a tela para baixo até encontrar a aba Poupança e clique em “Aplicar”.
  3. No canto inferior da tela, selecione “Adicionar conta”.
  4. Informe o valor que deseja investir e clique em “Continuar”.
  5. Para finalizar a operação, confirme os dados e prossiga.

Além disso, a Poupança Santander oferece a opção de programar aplicações nesse produto. No entanto, é necessário ter saldo disponível em sua conta para realizar essa programação.

Com essas simples instruções, você estará pronto para iniciar seus investimentos na Poupança Santander, aproveitando a comodidade e praticidade oferecidas pelo aplicativo do banco.

Afinal, a poupança Santander vale a pena? é boa?

A Poupança Santander destaca-se por sua praticidade e facilidade de realização, além de proporcionar um elevado nível de segurança e liquidez.

No entanto, ao compararmos com outros produtos disponíveis no mercado, igualmente seguros e líquidos, constatamos que não se trata da opção mais vantajosa.

Isso ocorre devido à existência de títulos de renda fixa com rendimentos superiores, inclusive dentro do próprio aplicativo do Santander, como o CDB com liquidez diária.

Outra alternativa é abrir uma conta em uma corretora, pois nesse ambiente o investidor tem acesso a uma ampla variedade de ativos que apresentam rendimentos superiores aos da poupança.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *