Cartão de CréditoFinanças Pessoais

Dívida de cartão de crédito Caduca? Saiba o que acontece agora!

Muitas pessoas se perguntam se dívida de cartão de crédito caduca. Contudo, essa pergunta ocorre por causa de inadimplências, ou seja, o não pagamento do cartão de forma regular.

Antes de mergulharmos na questão, é importante ressaltar que as dívidas jamais desaparecerão. No entanto, com o passar do tempo, certos aspectos relacionados à cobrança passam por mudanças significativas.

Portanto, caso tenha curiosidade em descobrir as consequências de não quitar a fatura do seu cartão de crédito, recomendamos a leitura completa do nosso conteúdo, a fim de evitar surpresas desagradáveis mais pra frente.

Dívida de cartão de crédito caduca?

Inicialmente, é válido mencionar que existe uma norma que estabelece o prazo de cinco anos para a prescrição da dívida do cartão de crédito, o que resulta na exclusão do seu nome dos registros de agências de crédito, como Serasa e SPC, proporcionando um histórico “limpo” novamente.

Contudo, é fundamental ressaltar que mesmo após esse período, a dívida não é anulada ou eliminada.

Na realidade, o que ocorre é que as instituições responsáveis pelas dívidas ficam proibidas de incluir novamente o seu nome nos órgãos de proteção ao crédito.

Contudo, essa restrição não impede que a empresa emissora do cartão ou outras empresas terceirizadas continuem realizando cobranças de forma independente.

Por qual razão a dívida do cartão de crédito caduca?

As dívidas vinculadas aos cartões de crédito são classificadas como dívidas comuns, o que resulta em sua prescrição após 5 anos.

Entretanto, é preciso estar ciente de que essa circunstância pode torná-lo suscetível a taxas de juros e outras condições desfavoráveis, além de estar sujeito a processos judiciais.

O que acontece caso não pagar o cartão de crédito?

Conforme abordado anteriormente, existem diversas consequências para aqueles que deixam de quitar a fatura do cartão de crédito. Abaixo, apresento mais detalhes sobre esses desdobramentos:

Bloqueio do cartão

A inadimplência pode levar ao bloqueio temporário ou permanente do cartão de crédito, impossibilitando seu uso para novas compras.

Taxa de juros

O não pagamento da fatura acarreta a aplicação de taxas de juros, o que pode aumentar consideravelmente o valor da dívida.

Diminuição do score

O não pagamento afeta negativamente a pontuação de crédito do indivíduo, tornando-o menos atraente para concessão de crédito em outras instituições financeiras.

Protesto em cartório

A empresa credora pode realizar o protesto da dívida em cartório, incluindo o nome do devedor nos registros de inadimplentes, como Serasa e SPC, o que pode prejudicar a obtenção de crédito no futuro.

Ação na justiça

Caso a dívida não seja regularizada, a empresa credora pode recorrer à via judicial para cobrar o débito, resultando em processos e possíveis penhoras de bens.

Por fim, é essencial estar ciente dessas implicações para evitar problemas financeiros e preservar a saúde do seu histórico de crédito.

Dívida de cartão de crédito caduca após óbito?

Uma questão frequente é se as dívidas de cartão de crédito se extinguem após o falecimento do consumidor.

De fato, essas dívidas podem caducar e a empresa credora pode deixar de cobrá-las, contudo, é essencial prestar atenção a um detalhe importante: os herdeiros são responsáveis pelo pagamento, mesmo sem a cobrança direta.

O cumprimento dessa obrigação ocorrerá quando a dívida se enquadra dentro dos limites dos bens deixados pela herança. Caso o valor da dívida ultrapasse o montante da herança, não será exigido que os herdeiros arquem com o pagamento.

Vale a pena parcelar dívida do cartão de crédito?

Embora não seja a solução ideal, optar por parcelar a dívida do cartão de crédito ainda é uma alternativa melhor do que deixar de pagá-la completamente.

No entanto, é fundamental que antes de tomar qualquer decisão. Portanto, avalie cuidadosamente a sua situação financeira e elabore um plano para manter a estabilidade das suas finanças pessoais.

Vale ressaltar que se a fatura não for quitada parcial ou integralmente por dois meses consecutivos, a empresa bloqueará o cartão, impossibilitando novas compras até que o valor total da dívida seja pago. Portanto, fique ciente dessas consequências para evitar complicações futuras.

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *