Notícias

Ministério pode investigar 123 Milhas após cancelamento de passagens

A 123 Milhas causou surpresa entre seus inúmeros clientes na semana passada ao tomar a decisão de anular as emissões de passagens aéreas vinculadas às ofertas promocionais para viagens entre setembro e dezembro.

Esses meses são notáveis por serem palco de diversos acontecimentos de destaque em 2023 no Brasil, como por exemplo o festival The Town, a turnê “Eras” da artista Taylor Swift e também a turnê de reencontro do grupo RBD.

Essa ação acabou frustrando todos os clientes que aproveitaram as promoções da 123 Milhas para garantir suas passagens.

A empresa explicou que a razão do cancelamento foi “devido à persistência de circunstâncias de mercado adversas”, e como maneira de reembolsar os clientes, disponibilizou vouchers.

O método de reembolso através de vouchers, ao invés de um reembolso em dinheiro,  desagradou muitos dos clientes que agora se encontram sem suas passagens.

Ministério do Turismo se pronuncia contra a empresa

Após uma considerável insatisfação por parte dos clientes, o Ministério do Turismo tomou medidas ao acionar o Ministério da Justiça e Segurança Pública, buscando uma investigação que esclareça as razões subjacentes à decisão da 123 Milhas de cancelar as passagens promocionais.

A condução desse caso ficará a cargo da Secretaria Nacional do Consumidor, que se empenhará em aprofundar a análise para responder às perguntas que surgiram em relação a esse cancelamento.

As pastas ministeriais também ressaltaram a intenção de desenvolver estratégias visando prevenir ações desse tipo, que prejudicam de maneira direta tanto os consumidores quanto o setor turístico nacional.

A repercussão desse incidente tem gerado discussões nas redes sociais nos últimos dias. Assim, é importante manter-se atento ao desdobramento dessa história, acompanhando as atualizações sempre que possível!

VEJA MAIS RELACIONADO:

Flávio Coelho

Meu nome é Flávio Coelho e ensino através do site Finanças Guiada tudo relacionado a negócios, cartão de crédito e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *